Experiências | Para Sempre Cinderela

Uma caixa, poesia e uma ação por dia – Projeto Carpe Diem.

A descoberta da poesia e das “pequenas felicidades” que nos rodeiam começa com uma caixa e um desafio de 31 dias.

projeto poesia caixa carpe diem (3)

Ao contrário da “caixa de Pandora”, que carregava em si os males do mundo, a caixa “Carpe Diem” carrega pequenos “encantos” em forma de poemas e pequenos textos acerca do amor, da amizade, do perdão e outros temas.A brincadeira tem regras simples e começa a partir da confecção da caixa, feita pelo próprio participante (abaixo, algumas já feitas ):

projeto poesia caixa carpe diem (4)

projeto poesia caixa carpe diem (7) projeto poesia caixa carpe diem (2) projeto poesia caixa carpe diem (1)

 

Cada dia, uma poesia diferente e dois “desafios” (você escolhe um para executar), que são, na maior parte das vezes, coisas simples, como “diga a alguém o quanto você o ama”, “escute uma história de seus avós”, “dê alimento a um cão abandonado” etc.

As ações proporcionam uma descoberta da poesia dentro de si. Fiz a caixa toda e a experiência foi ótima!

Ao cumprir o desafio de “observe o céu alguns minutos”, me lembrei da infância, de quando olhava para o céu e via desenhos nas nuvens. E, os dragões e dinossauros em forma de algodão doce ainda estavam lá no céu e me sorriam. Sorri de volta. A “criança” criativa e sonhadora que se diverte com aquilo que tem em mãos continua aqui.

Ficou com vontade de fazer sua caixa e participar? Veja aqui como:

projeto poesia caixa carpe diem (6)

O que é Diwali?

O Diwali (ou Deepavali e Deepawali), é o “Ano Novo” hindu e um dos mais importantes festivais religiosos da Ìndia (comemorado pelo  hinduísmo, sikhismo, budismo e o jainismo), também conhecido como “Festival das Luzes” devido aos minhões de lamparinas que são acesas com simbolismo da vitória da luz sobre a escuridão, ou do bem sobre o mal e da luz divina que habita em nós.

Existe uma forte adoração da deusa Lakshmi através da iluminação das casas e das ruas, chamadas dipa ou deeya. As casas são preparadas com antecedência por acreditar-se que Lakshmi, da Riqueza e da Prosperidade, visita e abençoa as casas limpas e iluminadas, de forma que cada um procura acender o maior número de lâmpadas e velas para que a Prosperidade entre na sua casa. Para comemorar a riqueza e prosperidade, todos são incentivados a comprar coisas novas. Há também uma abundância de doces para comer representando doçura e amor.

Diwali ocorre na Lua Nova. A celebração acontece na noite mais escura do outono, o dia de Lua Nova, marcando a transição entre a Lua Minguante com a Lua Crescente, a passagem das trevas para a luz.

Celebração do Diwali

O primeiro dia oficial de Diwali cai no 13º dia de Kartika. As pessoas se põem a limpar suas casas e lojas, a decorar soleiras e pátios com ornamentos multi-coloridos. Compram ornamentos de ouro, vasos, roupas, e outros itens. Os devotos acordam cedo pela manhã antes do Sol nascer e tomam banho de óleo. As famílias decoram casas e pátios com lampiões dando um brilho aquecedor à noite. Este dia de celebração é chamado Dhantrayodashi ou Dhanteras.

O segundo dia é chamado Naraka Chaturdashi. As pessoas tomam um banho de óleo na primeira manhã e então à noite acendem lâmpadas e fogos de artifício. As pessoas visitam seus parentes e amigos, e oferecem doces e amor.

No terceiro dia, as pessoas adoram Lakshmi, a Deusa de riqueza. As pessoas decoram suas casas com acender lâmpadas ou lampiões para receber Lakshmi em sua casas e corações. Há também fogos de artifício.

No norte da Índia, o Govardhana Puja acontece no quarto dia de Diwali. Os devotos no norte do país constroem montes feitos de estrume de vaca, simbolizando Govardhana – a montanha que Krishna levantou com o seu dedo para proteger os aldeãos de Vrindavan da chuva – decorando-os. No norte, observa-se este dia como Annakoot, ou a montanha de alimento.

O quinto dia do festival chama-se Bhaiyya Dooj, e celebra costumes raros e divertidos. Cada homem janta na casa da irmã, e em troca, oferece presentes, chamado de Yama Dwitiya. Milhares de irmãos e irmãs dão-se as mãos e tomam um banho sagrado no rio Yamuna.

Nossa celebração no Brasil foi ministrada por Vatsuveda Deo Marco, do Aum Studeo Yoga e Ayurveda. Segue Imagens:

 

ritual diwali brasil londrina (5) ritual diwali brasil londrina (4) ritual diwali brasil londrina (11) ritual diwali brasil londrina (12) ritual diwali brasil londrina (8) ritual diwali brasil londrina (7) ritual diwali brasil londrina (3) ritual diwali brasil londrina (9) ritual diwali brasil londrina (10) ritual diwali brasil londrina (6)

ritual diwali brasil londrina (1)

A mensagem de Diwali

As lâmpadas lembram-nos de nosso dharma – compreender nossa natureza divina.

“O Ser é pura consciência que é auto-luminosa. A cognição de todos objetos surge da luz de pura Consciência “. – Bhrihadaranyaka Upanishad.

Ao multiplicar-se, a luz não se perde. Uma chama pode acender vários outras e ainda assim permanecer intacta.

A luz que brilha no Sol, na lua, nas estrelas, e no fogo são todas as mesmas. Ver e reconhecer aquela luz, a luz da Consciência, que se manifesta e pulsa em toda a criação é a meta da vida. Assim, reconhecendo toda criação como uma expressão do seu Verdadeiro Ser, espalhe a luz de amor e compaixão.

As luzes de Diwali são exibidas nas portas de entrada, pelas paredes das casas, nas ruas e alamedas. Isso significa que a luz espiritual interior do indivíduo deve ser refletida do lado de fora.

Alimentar os estômagos vazios de quem tem fome, acender diyas de festança e trazer à luz àqueles que vivem na escuridão é o verdadeiro espírito de Diwali. Esta é a verdadeira oração.

Diwali na India – ruas e casas

diwali jaipur (1) diwali jaipur (2) diwali jaipur (3) diwali jaipur (4) diwali jaipur (5) diwali jaipur (6) diwali jaipur (7) diwali jaipur (8)