Sorteio Something New…

Olá! Peço desculpa pela demora e pela ausência. Os últimos dias estão sendo bem cheios pra mim, desculpem mesmo, farei o que puder para ficar mais on… Mas, pra compensar um pouco, eis aquela surpresinha que eu falei no último post…



“Something old, something new

Something borrowed, something blue 
And a silver sixpence in her shoe…”


Já ouviram este poeminha? 
Ele faz parte de uma velha tradição que remonta à Inglaterra dos tempos vitorianos. A lenda, que vem influenciando noivas do mundo todo até hoje, reza que a noiva deve carregar no dia do casamento algo velho, algo novo, algo emprestado, algo azul e uma moeda no sapato. Cada objeto tem uma simbologia associada à sorte não só para o dia da boda como para a felicidade na vida do casal. Se você acredita, siga os passos abaixo e veja tudo que pode levar consigo quando estiver a caminho do altar:  


Escolha algo antigo associado à uma lembrança boa do passado. Isso remete à ideia de continuidade, através deste objeto a noiva pretende simbolicamente levar consigo para a vida de casada um pedaço de todas as coisas boas que vivenciou antes.  Pode ser uma jóia de família ou que recebeu de presente, uma peça de roupa, como uma lingerie especial, ou mesmo fotografias, que ficam super delicadas dentro dos camafeus que acompanham o buquê, por exemplo. 

Tome algo emprestado de uma pessoa querida ou alguém que é feliz no casamento. Isso atrairia boas energias para um casamento feliz ou para sempre poder contar com o apoio de pessoas queridas.  Mas o objeto tem de ser devolvido, mesmo que seja um grampinho de cabelo! 

Vista ou carregue algo azul. Pode ser uma fitinha atada à lingerie ou apenas um botãozinho de flor no buquê, o importante é que seja azul. Esta cor sempre esteve de alguma forma ligada ao matrimônio desde os tempos mais longínquos. Alguns relatos apontam que na noite do noivado, a desposada da vez procurava usar um vestido azul como uma forma de reafirmar sua pureza e lisura de caráter. Só ver: as vestes da Virgem Maria até hoje são representadas nas cores azuis! 

Colocar no pé esquerdo uma moedinha no sapato é a simpatia para garantir que a prosperidade financeira sempre acompanhe o casal. 

Usar algo novo simboliza o otimismo e esperança de sorte num novo começo da vida a dois.

Quanta coisa, não é mesmo?
Depois que eu li essa lenda, resolvi dar uma mãozinha para as noivinhas mais superticiosas presenteando o blog com o Sorteio Something New. 



A noivinha que ganhar já pode riscar da listinha o objeto novo pra estrear na boda com essa liguinha fofa (aí em cima) da Leg Avenue de Paris! Gostou? Então inscreva-se :)

Regrinhas (pessoas, pra receber o prêmio tem de seguir tá!):

Concorrer com 01 número: 
01) Ter endereço de entrega no Brasil
02) Seguir publicamente o Blog Noivas de Londrina (não precisa ter blog, basta fazer login no blogger com seu e-mail e seguir)
03) Deixar um comentário neste post com nome completo, e-mail e cidade.


Concorrer com + 01 número:
Preencher os quesitos 01, 02 e 03 e… Se divulgar o sorteio no seu blog, com este banner, deixe mais um comentário e terá mais um número para concorrer!


Concorrer com + 01 número ainda: 
Preencher os quesitos 01,02 e03 e… Siga o twitter.com/noivadelondrina twite a frase: Eu quero a liguinha francesa de noiva que @noivadelondrina está sorteando!  Comente mais uma vez deixando seu twitter aqui!








Incrições vão até 17/07/2011 e o sorteio será feito pelo Random.org
Se a ganhadora não responder o e-mail em 4 dias, faremos novamente o sorteio.
Boa sorte a todas!

tags:

Liguinha de noiva passo-a-passo

  Passo-a-passo das liguinhas de noiva (que a gente falou NESTE post).
1. Corte um pedaço de elástico e meça na sua coxa onde pretende usar a liga.
2. Marque onde o elástico se encontrou mas corte um pouco maior em ambos os lados. Depois você vai costurar na marquinha, mas não costure nada agora.
3. Separe as rendas que você pretende usar (neste foram usadas 3 camadas de renda, sendo a última lisa, um tecido estilo anágua). Mas dá pra colocar menos sem prejuízo no trabalho final. Corte um pedaço 4cm a 6cm maior que o tamanho do elástico para fazer os plissados (se não fica a renda reta, e o elástico estica).
4. Una todas as camadas com agulhinhas.
5. Prenda em alguns pontos no elástico as camadas de renda com agulhinhas (pra acertar o tamanho).
6. Usando mais uma vez com as agulhinhas, termine de preencher o elástico unido-o com as rendas e terminando os plisados. Isso vai facilitar bastante, já posicionado é só costurar.
7 e 8. A costura pode ser feita à mão, como na figura, mas, quem puder fazer na máquina de costura também dá pra fazer tranquilo e vai poupar bastante tempo. Agora costure em cima das marquinhas com a sua medída e feche o círculo.
9. Para fazer os acabamentos, aqui foi usado correntinha de mini-pérolas, que foi passada em volta de toda e também feito um laço. Lembre de fixar a correntinha sempre deixando uma folguinha por causa do elástico. 
10, 11 e 12. Para finalizar, foi usado uma fita de cetim lilás e um brochezinho. Et, voilà! Abraços
Créditos:
Imagem liga 01, liga 02 fotosearch.
Imagens do passo-a-passo: Weddingbee
Diagramação e adaptação do pap: Nathy Belmaia
tags:

Porque o vestido da noiva é branco?

Vocês já pararam pra se perguntar? Vendo aqui na Europa tantos vestidos de noiva em outras cores (e achando absolutamente lindos!) fiquei me perguntando porque o branco, se era mesmo só o simbolismo de da virgindade, inocência etc ou tinha mais coisa.
Hoje o branco é, sem dúvida nenhuma, é “A” cor do vestido das noivas, fato, mas nem sempre foi assim. “No início, as cores eram variadas, contanto que os vestidos fossem suntuosos, luxuosos. Até porque o casamento era visto como um arranjo comercial e o vestido da noiva servia justamente para mostrar à sociedade que as famílias tinham posses. `Os vestidos podiam ser de qualquer cor, inclusive muito se usou vermelho em épocas mais remotas, como na Idade Média (entre 476 d.C. e 1453 d.C.) e em culturas diferentes, como no Japão, Índia e China´, conta Míriam Costa Manso, professora do curso de Design”.
Alguns historiadores afirmam que os ideais de pureza e inocência virginal do branco foram agregados depois, e que na verdade a moda branca adveio do furor causado depois de algumas rainhas usarem vestidos nesse tom em seus casamentos… Ah, a realeza!
Não há um consenso de qual rainha teria disseminado a tendência. O primeiro registro do branco no matrimônio é da rainha Mary Stuart, da Escócia, que no século XVI a escolheu um vestido branco em homenagem à família de sua mãe, que tinha a cor branca no brasão.
O vestido da Maria de Médici, também causou rebuliço, na França do século XVII. Numa época em que numa cerimônia de casamento se usava vestidos escuros, e em sua maioria pretos e fechados, a rainha Maria se colocou contra todas as tradições usando uma vestimenta branca, com decote quadrado e detalhes dourados.
Talvez pela força de todo o romantismo que a envolve, a versão mais famosa da origem do vestido branco é da rainha Victoria na Inglaterra, no século XIX.  Rejeitando os outros pretendentes que lhe eram oferecidos, a rainha Victoria pede em casamento o seu verdadeiro amor, seu primo Albert. Sem usar uma coroa, o que era totalmente fora de propósito para uma rainha e usando um vestido branco, adornado por véu branco e flores no cabelo, Victoria se torna a primeira rainha conhecida que se casou por amor. Aliás, tem até um filme sobre a vida dessa rainha (trailler abaixo).
Eu acho que conhecer a um pouco história de como as coisas aconteceram é super interessante. Embora os registros associem o branco da noiva à pureza (e inocência) de meninas que se casavam muito cedo, ou à nobreza (dada pela rebeldia da rainha Maria Médice ou à força dos sentimentos da rainha Victoria), eu acho que o branco dos vestidos das noivas hoje simboliza muito mais do que isso. Ele é símbolo da felicidade, alegria, de um começo, começo de uma família e de uma nova caminhada cheia esperança, sonhos e expectativas. Que a história me perdoe, não quero negligenciar e nem tirar o peso de nada, mas pra mim, esse é o real sentido do branco do vestido das noivas…
tags: