Os jardins do castelo de Kaiserburg… Nuremberg

Na Alemanha, Nuremberg foi parada obrigatória pra mim! Meus eram todos de lá!
Fomos sem livres, leves e soltos para explorar a cidade, sem pressa, sem roteiros, sem lenço (só não sem documento)! Ainda encontramos acontecendo uma feira medieval! Conto depois, a dica da vez é o Kaiserburg.
O castelo imperial (Kaiserburg) foi uma das mais importantes residências da realeza na Idade Média em Nuremberg. Começou a ser construído por ordem do rei Henrique III, em meados de 1050. Foi seriamente danificado em virtude da Segunda Guerra Mundial, mas restaurado logo após o término desta.
É possível visitá-lo por dentro, mas um passeio pela parte aberta do castelo que dá acesso aos jardins é imperdível. Olha só como meu amore e eu descobrimos, por acaso, uma entrada pela lateral.
Curiosinho…
Chegamos!
Embora não fosse a entrada “oficial” para o jardim, essa parte externa estava especial. A luz daquele final de tarde propiciou fotos super bacanas. Olha só as brincadeirinhas que fizemos:
(((Enquanto fazíamos as fotografias, o tempo todo eu me lembrava da Marlise, uma fotógrafa que conheci em Curtiba – que, aliás, dá um show à parte, sou mega fã – brinca com iluminação como ninguém. Adoro o trabalho dela, realmente é inspirador.))
Continuando nosso passeio, a parte externa do castelo ainda nos brindou com algumas vistas surpreendentes.
Ainda tem o jardim (de fato), a parte da frente que dá vista para a cidade (última foto no post com o roteiro). Mas vou sair do Burggarten para conseguir terminar o post.
Era costume do povo germânico (como muitos na Europa) a criação da cidade em torno do castelo. Eram construídas muralhas e a cidade se desenvolvia protegida por elas. Em Nuremberg ainda existe algumas construções típicas dentro dos muros que cercam os castelo:
Realmente, passeio imperdível. O passeio, a cidade…
Confira aqui o roteiro de 01 dia em Nuremberg e a Feira Medieval que acontece anualmente na cidade.

Tucher Spectaculum, Feira medieval

Imagine que você está passeando e tem a agradável surpresa de se deparar com uma feira medieval na cidade. Seria ótimo, não?
Ao se aventurar em agosto por Nuremberg, você pode ter a chance de ser catapultado direto para a Idade Média ao adentrar o recinto do Tucher Spectaculum, um festival que ocorre no fosso do Castelo da Imperial.
Mesclado ao colorido do mercado vêem-se bruxas, cavaleiros, faquires, cuspidores de fogo, lutadores de espada, concertos ao ar livre e highland games que levarão o vistante a uma viagem no tempo. Estas são algumas imagens da nossa rápida visita:

 

Dica: Se você estiver indo por esta época, procure o programa do evento e compre os ingressos antecipadamente (de preferência no começo do dia). Em cima da hora é difícil achar, principalmente as peças e corridas de bigas. Pena que dispunhamos de pouco tempo! Na próxima vez quero aproveitar melhor, mas fica a dica!

O que ver em Nuremberg – Roteiro de 01 dia

Chega de passado e vamos ao presente!

Roteiro de 01 dia.

Um passeio pela cidade já dá uma idéia da diversidade cultural, arquitetônica e gastronômica presentes nesta região do Bavaria.
No centro histórico de Nuremberg se encontram a maior parte dos principais pontos turísticos. Vou repassar um roteiro rápido pra quem quer fazer apenas um passeio de uma dia. O trajeto que eu fiz é este (abaixo na imagem). Mesmo para os mais despreparados fisicamente, é tranquilo fazer tudo a pé.
A .
Se você for de metrô/trem, pare na estação da Torre Weißer Turm. A torre acima da estação de metrô é o primeiro sightseeing da cidade.

B.
O ponto mais próximo é o Museu Nacional Germânico (Germanisches Nationalmuseum). Ele fica num mosteiro Cartuxo com claustros, uma igreja e as celas dos monges, datados do final da Idade Média. Lá se encontra material sobre a história, arte e literatura alemãs. Fechado às segundas-feiras.

C.
Em seguida, um dos pontos mais bonitos da cidade velha, o O Heilig-Geist-Spital, ou, antigo Hospital Espírito Santo, abriga às margens do rio Pegnitz algumas das jóias da realeza.
D. O Haupmarket é o coração da cidade antiga. Lá se encontra a Gothic Schöner Brunnen, réplica de uma bélissima fonte de 1385 (cuja original se encontra no museu Nationalmuseum Germanisches ) e a Igreja Frauenkirche, em estilo gótico, que contém vários trabalhos restaurados da Idade Média.
E.
Weinstadel mit Henkersteg, traduzindo, loja de vinho e a ponte do homem enforcado. Apesar do nome pouco sugestivo, o local é lindo e rende belas fotos.

F.
Weißgerbergasseé uma das ruas medievais melhor preservadas de Nuremberg. É linda e com certeza vale a pena a visita.

G.
Pra fechar com chave de ouro, uma subida ao Castelo Imperial, Kaiserburg, local característico da cidade na época da Idade Média, chama a atenção do visitante por se situar num dos pontos mais altos do centro histórico. Essa é uma das vistas, já anoitecendo:
Um passeio ao ar livre na parte aberta do castelo e pelos jardins é imperdível.

Um pouco sobre Nuremberg…

Este é o passaporte do meu bisavô. Sim, ele era de Nuremberg! Daí nasceu meu interesse pela cidade. O que ele teria deixado pra trás pra ir pro Brasa?

Nos tempos de Hittler, Nuremberg era a grande vedete dos nazistas. Devido à sua posição geográfica no centro da Alemanha, o Partido Nazista escolheu a cidade para ser o local de muitas convenções, a comícios e outros eventos relacionados aos ideais políticos. Um verdadeiro centro de ideais nazistas!
Foi lá, em 1935, que foram ordenadas as leis anti-semitas e revogada a cidadania para todos os judeus. A cidade também foi usada como distrito militar para fornecer treinamento de recrutas para combate.
Enfim… A importância que a cidade teve para os seguidores do füher a levou à sua quase completa destruição. Em 1945 o centro medieval da cidade foi todo bombardeado pelos EUA quando eles conseguiram a Alemanha. Posso até imaginar a cena:
“Ah é? Seus nazistas, vocês gostam de Nuremberg? Cidade bonitinha, é aqui o centro de onde vocês proliferavam todo seu o veneno? Fiquem com isso…” Isso é romancear um pouco? Talvez. O fato é que os americanos destruiram contruções muito antigas que nada tinha a ver com a história, ao menos com a história daquela época.
Em apenas uma hora, o as forças aéreas juntamente com o exercito destruiram 90% da cidade, mataram 1800 pessoas e deixaram 100.000 desabrigados. locados. Em uma hora! Outros ataques seguiram e mataram 6000 pessoas. Meu avô poderia ter sido um deles se não tivesse ido pro Brasil…
Após o término da guerra, a cidade foi reconstruída tal como era aparência antes dos ataques. Isso virou até um postal (abaixo), que eu comprei em uma das banquinhas por lá:

Nuremberg além de riquíssima em história, é linda, vale a pena o passeio, com certeza. Confira aqui o post sobre o que ver lá em 1 dia.