Comunidade 12 tribos em Londrina

E a Cinderela vai visitar outros reinos!

E se tudo fosse diferente? E se você morasse numa casa bem grande, com um montão de gente junto, tivesse uma escola no jardim, uma horta pra cuidar, oficinas de artesanato, bens comunitários, orações, enormes refeições em conjunto, danças, pessoas professando uma mesma crença em um modo de vida que acreditam estar baseado na simplicidade e no amor?

O primeiro post do “vivências” fala da visita às “12 tribos” em Londrina. Partindo de visões que remontam ideais similares aos de movimentos hippie e  de contracultura, os adeptos construiram um novo lar divididos em 12 tribos espalhadas pelo globo. E este “novo lar” é um mundo paralelo, “fechado” em uma comunidade construída com novas regras e formas de viver baseado em crenças neo-judaicas e nos ensinanentos do que chamam de Mestre Yahshua (Jesus, no hebraico).

Há alguns anos, conhecemos a comunidade a convite de amigos,  lá participamos do nosso primeiro Shabbat, que é uma festividade que ocorre na sexta-feira após o pôr-do-sol, comemorando a entrada do sábado (em crenças baseadas no judaismo e Velho Testamento, guarda-se o sábado, não o domingo). Gostei muito da experiência, da receptividade e da comunidade. Jantamos, conversamos muito, dançamos. O tempo mais fresquinho de julho ainda propiciou a oportunidade de participarmos de uma roda de música em volta da fogueira. Preciso dizer que a experiência foi fantástica?

12 tribos londrina (5) 12 tribos londrina (9) 12 tribos londrina (7) 12 tribos londrina (8) 12 tribos londrina (6) 12 tribos londrina (1) 12 tribos londrina (4)

Saí de lá questionando valores. Eu conseguiria viver com escasso contato com o “meu” mundo? Conseguiria despagear e viver uma vida comunitária, sem as “minhas” roupas, “minhas” coisas? Saí de lá muito tocada, amei a experiência em vários sentidos. Eles são muito receptivos, dispostos a contar seu modo de vida e s suas regras. Quer ver algumas?

** Quem decide ingressar na tribo passa por um batismo, onde recebe novos nomes em hebraico, com significados de acordo com a personalidade.

** Crianças: frequentam a escola própria deles, dentro da comunidade.

** Namoros: relacionamentos só são possíveis se aceito pela comunidade. E, nada de beijo ou qualquer toque antes do casamento! Para se conhecerem, o novo casal é colocado em maior convivência, trabalhando junto até decidirem-se se o casamento é viável.

rgvhu

E não jante antes de ir! Um dos pontos altos do Shabbat é o jantar ;)

Endereço: Est Maj Achilles P Ferreira, 5000 – Gl Limoeiro, Londrina – PR (bem próximo ao Thermas de Londrina). Site: www.dozetribos.com.br

tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *