Roma histórico-arqueológica

O que ver em Roma – Roteiro dia 01.

A Roma histórica é fascinante. Nos faz querer desvendar um pouco mais da humanidade, o que era, o que será… E aí vai minha primeira dica:

(dica 1) Pesquise um pouco de história! Ao menos dos monumentos e pontos que você tiver interesse de ver em Roma, com certeza você verá a cidade com outros olhos. Caso contrário, uma ruina cheia de história e significados não passará de pedras sem sentido (acredite, o passeio poderá ser chato).

(dica 02) Quem tem boca vai à Roma! Já diz o ditado. Mas… Na dúvida, pegue um mapa da cidade no seu hotel. O mêtro serve bem os pontos turísticos, mas, em boa parte dos locais, você sai da estação e ainda tem de andar um bom pedaço até chegar.

Região do Coliseu, Fórum Romano e Arco do Constantino

E o passeio, por onde começa? COLISEU, claro!

Vou fazer um breve roteiro da região. Você vai avistar o grande colosso em ruinas logo à saída da estação do metrô Colosseo.

Em frente ao Coliseu, fica o Arco de Constantino e o Fórum Romano, cuja entrada é gratuita (parece um sítio arqueológico cercado e pago, mas é só procurar a entrada).

Se pagar a entrada para o ver o Coliseu, o ingresso também vale para o Palatino (localiza-se depois do Arco de Constantino, seguindo em direção ao Circo Massimo).

Se tiverem tempo e vontade de andar um pouco mais, após atravessar o Fórum Romano cairão numa escadaria (se não achar as escadas, ou então siga para Via del Teatro Marcello, vide mapa cidade) e caminhe até a Praça do Capitólio.

Se você volta para o hotel de transporte público, especialmente de metrô, retorne o caminho que você fez, na região o único metrô mais próximo é o Colosseo.

Castelo Santo Ângelo

Embora ele se localize mesmo muito próximo à Basílica de São Pedro, o castelo nada tem a ver com a temática religiosa. Quando construído, servia de mausóleu, depois se tornou fortificação militar. Enfim, mesmo que não entre, vale a pena ir até a região, ver a ponte e bater uma foto em frente ao Castelo.

Se não fizer questão de entrar no Castelo, aproveite um dia depois de uma visita Basílica e faça uma vista à região (é super perto, a partir da Basílica, siga sempre reto a rua Via della Conciliazione. O Castelo está na próximo à rua Piazza Pia -na Lungotevere Castello. Consulte o mapa, mas não tem erro). O local vale no mínimo uma espiada.

Fontana de Trevi

Indo do viés arqueológico e pro histórico, encontramos eis que temos a belíssima Fontana de Trevi , ou, em portugês, a fonte dos trevos. É a maior (cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura) e com certeza uma das mais majestosas construção de fontes do barroco italiano. Visão diurna e noturna do monumento são igualmente belas, o local vale duas visitas.

Em alta temporada, qualquer cantinho para tirar fotografia é disputado, tanto de dia como a noite.

Como chegar: Estação metrô mais próxima é a Barberini, mas tem de andar mais um pouco. (A partir da R. Via delle Murati consulte o mapa como chegar).

(dica 03) Não suporta muito sol, tem uma pele muito branca? Então, se você vai em épocas de primavera e verão, muna-se de protetor solar e de uma sombrinha para se proteger do sol escaldante de Roma (dependendo da época, você pode encarar uma fila enorme para entrar na basílica e o sol é realmente muito forte). Até mesmo para andar na rua às vezes é preciso recorrer à sombrinha. (Vou repetir essa dica depois)

(dica 04) Na Itália, delicie-se com as raspadinhas e os sorvetes artesanais!

Enjoy Roma!

One Response to “Roma histórico-arqueológica”

  1. Cassio Amador disse:

    Roma histórica é bem bonita, ou melhor dizendo, tem pedras bem bonitas.

    É pedra pra todo lado! E que calor!

    Ih, nesse post eu tô em um monte de foto… não sei se posso dizer que isso “embeleza” o post… rsrsrsrs

Deixe uma resposta