300-135 Exam 300-115 Dumps 1Z0-061 Vce 200-310 Practices 1K0-001 Exam Materials 640-911 Exam Answers 300-085 Test Gudie CISSP Certified 200-125 Exam Dumps 312-50 Free Vce Files 400-201 Exam Practices 840-425 Study Materials IIA-CIA-PART3 Exam Ref 210-260 PDF Or Software 352-011 Certification Braindumps 070-412 Exam Guide M70-201 Real Exam 100-105 Questions And Answers SSCP Exam 70-411 Dumps 820-424 Vce 070-483 Practices M70-101 Exam Materials 70-410 Exam Answers 1Z0-808 Test Gudie GCIH Certified 70-461 Exam Dumps 300-208 Free Vce Files CISSP-ISSMP Exam Practices 70-533 Study Materials 98-349 Exam Ref 642-997 PDF Or Software 70-413 Certification Braindumps 070-346 Exam Guide ADM-201 Real Exam 70-462 Questions And Answers 70-486 Exam PRINCE2-PRACTITIONER Dumps 70-685 Vce 400-051 Practices 400-101 Exam Materials 1Z0-062 Exam Answers 70-498 Test Gudie 300-209 Certified 70-412 Exam Dumps 2V0-621 Free Vce Files GSLC Exam Practices 2V0-620 Study Materials 210-060 Exam Ref CISM PDF Or Software 070-410 Certification Braindumps 70-465 Exam Guide 70-480 Real Exam 1Z0-060 Questions And Answers MB2-712 Exam

O que ver e fazer em Veneza – Roteiro…

 
“… When the moon hits your eye Like a big pizza pie, that’s amore...
When the world seems to shine Like you’ve had too much wine, that’s amore!”
Bells will ring ting-a-ling-a-ling Ting-a-ling-a-ling and you’ll sing,  Vita bella…”
 

Acompanha o post ouvindo a música, e sinta-se na Itália! Eu não descreveria melhor o que sinto!  A canção diz tudo, That´s  amore!

Quando marcamos a passagem para Veneza, não estava a espera de grande coisa, romantismo, gôndolas e aquele clichê todo, pensava. Mas, me surpreendi, e confesso que fui completamente arrebatada pela cidade, por cada ruela e cada beco. Mesmo a menor praça, já velha e descolorida, tinha seu encanto, a chuva o  seu charme, a visão da lua sob o porto,  era estonteante. Eu estava deslumbrada, e completamente apaixonada por Veneza…

Veneza Itália -Venice (5) Veneza Itália -Venice (6) Veneza Itália -Venice (7) Veneza Itália -Venice (4) Veneza Itália -Venice (3) Veneza Itália -Venice (2) Veneza Itália -Venice (1)

Para quem pensa que lá não tem muito o que ver e fazer além de gôndolas (eu também pensava!), segue algumas coisas para re-pensar seu roteiro:

Chegando…

stazione de Milano

trem para Veneza

Partimos de Milão, no trem em direção à Stazione Santa Lucia, que pára dentro da ilha. Mas também há outros meios de chegar:

aviao5 Avião: Lá não tem aeroporto. Quem vem de avião, para no Marco Polo em Mestre (cidade vizinha de Veneza) e pega um dos barcos da Alilaguna para chegar.

bus_ico Ônibus: A rodoviária fica na Piazzale Roma.  De lá para o centro histórico, só de barco (vaporetto*).

icone_carro   Veneza é uma ilha que não comporta carros!  Todos andam a pé (e, acredite, você vai adorar se perder e explorar aquele labirinto todo assim). Quem vai com veículo próprio, tem de o deixar na Piazzale Roma e seguir de vaporetto até o centro histórico.

 

 Roteiro de Veneza

Piazza San Marco

piazza_san_marco

A maior praça da cidade, cercada por museus e prédios históricos, no qual se destaca a Basilica di San Marco, o Palazzo Ducale e a Torre dell´Orologio . À direita na imagem, o Campanille, onde é possível comprar ingresso e subir! Horários e preços aqui.

E o mito se comprova:

pombos em veneza (2) pombos em veneza (3)

Veneza não é exceção na Itália! A famosa praça é disputada por turistas, e pombos, ávidos por qualquer migalha de pão (tive medo!).

Basilica di San Marco

kiss in piazza San Marco Venezia

A construção foi feita para abrigar o corpo de São Marcos, um dos quatro evangelistas. Fachada e o interior estão cobertas de mosaico! A entrada é gratuita, só é pago para visitar o Tesoro della Basilica e o Pala d´Oro. Confira aqui horários e preços. Recato nas roupas para visitá-la! (sobre isto, leia mais aqui)

Pallazzo Ducale

Foi a residência de duques, sede do governo e prisão. A Ponte dei Sospire conecta o palácio à antiga prisão.

palazzo-ducale-venezia ponte dei sospire

Conta-se da Ponte dei Sospire, imagem acima à direita, que os prisionerios condenados à morte, suspiravam ao passar por ela e pensar que aquela seria a última vez que veriam a luz do dia. Hoje são os turistas que suspiram…

Ponte dei Rialto
Por falar em pontes, não podemos esquecer da Rialto, a principal ponte do centro histórico que cruza o grande canal rodeada por comércio, gôndolas e charmosos restaurantes à beira d´água.

DSC02222

DSC02223 DSC02226

Mais pontesPonte dell´Academia, feita em metal e a super moderna Ponte de Calatrava, inaugurada em 2008.

Igreja Santa Maria de la Salute

A bela Igreja, que é situada à porta do Grande Canale, possui afrescos de Tiziano e Luca Giordano na sacristia.

santa maria de la salute venezia

Mais Igrejas: Igreja Santa Maria Gloriosa dei Frari, Localizada na San Polo, tem afrescos de Tiziano e Tintoretto, é a maior Igreja da ilha. Santa Maria del Giglio na piazza San Marco e Chiesa del Redentore na ilha de Giudecca.

Museus:

Galleria dell´Accademia di Venezia:  ao lado da ponte Accademia, com obras de Tintoreto, Tiziano e Veronese.

Fondazione Peggy Guggenheim (pallazo Vernier dei Leoni) em frente ao Canale Grande, há obras de surrealismo, expressionismo, cubismo com Dali, Picasso, Miró, Pollock, Chagal e outros.

Ilhas

 O passeio à Veneza pode ser estendido à suas ilhas. Murano, a capital do vidro, é a mais famosa. Peças podem ser encontradas de todos os preços e você pode ver a fabricação ao vivo! Destaque para o Museo del Vetro. O acesso é feito de Veneza por vaporetto 12, 41 e 42 (atenção nos trajetos).

Vidros Murano Italy glasses   Vidros murano glasses

Mais ilhas:

Se uma praia for uma boa pedida, pegue o vaporetto 1 ou 82 e vá até o Lido tomar um banho de mar. Sobretudo se você for em julho e agosto! Há ainda  Torcello, conhecida pela catedral Bizantina e Burano, uma vila de pescadores. (vaporetto 12 ou 52).

Onde se hospedar?   Contei um pouco de minha experiência aqui.

 

 Preciso dizer mais? Espero ter inspirado quem ainda não realizou o sonho!

vrgreag

O que ver em Nuremberg – Roteiro de 01 dia

Chega de passado e vamos ao presente!

Roteiro de 01 dia.

Um passeio pela cidade já dá uma idéia da diversidade cultural, arquitetônica e gastronômica presentes nesta região do Bavaria.
No centro histórico de Nuremberg se encontram a maior parte dos principais pontos turísticos. Vou repassar um roteiro rápido pra quem quer fazer apenas um passeio de uma dia. O trajeto que eu fiz é este (abaixo na imagem). Mesmo para os mais despreparados fisicamente, é tranquilo fazer tudo a pé.
A .
Se você for de metrô/trem, pare na estação da Torre Weißer Turm. A torre acima da estação de metrô é o primeiro sightseeing da cidade.

B.
O ponto mais próximo é o Museu Nacional Germânico (Germanisches Nationalmuseum). Ele fica num mosteiro Cartuxo com claustros, uma igreja e as celas dos monges, datados do final da Idade Média. Lá se encontra material sobre a história, arte e literatura alemãs. Fechado às segundas-feiras.

C.
Em seguida, um dos pontos mais bonitos da cidade velha, o O Heilig-Geist-Spital, ou, antigo Hospital Espírito Santo, abriga às margens do rio Pegnitz algumas das jóias da realeza.
D. O Haupmarket é o coração da cidade antiga. Lá se encontra a Gothic Schöner Brunnen, réplica de uma bélissima fonte de 1385 (cuja original se encontra no museu Nationalmuseum Germanisches ) e a Igreja Frauenkirche, em estilo gótico, que contém vários trabalhos restaurados da Idade Média.
E.
Weinstadel mit Henkersteg, traduzindo, loja de vinho e a ponte do homem enforcado. Apesar do nome pouco sugestivo, o local é lindo e rende belas fotos.

F.
Weißgerbergasseé uma das ruas medievais melhor preservadas de Nuremberg. É linda e com certeza vale a pena a visita.

G.
Pra fechar com chave de ouro, uma subida ao Castelo Imperial, Kaiserburg, local característico da cidade na época da Idade Média, chama a atenção do visitante por se situar num dos pontos mais altos do centro histórico. Essa é uma das vistas, já anoitecendo:
Um passeio ao ar livre na parte aberta do castelo e pelos jardins é imperdível.

Roma, a cidade construída sobre ruinas – O que ver em Roma

Foi essa sensação que eu tive em Roma, uma cidade construída sob as ruínas de uma outra cidade (embora seja sobre ela mesma). A fusão passado e presente parece, o tempo todo, aguçar uma vontade de desvendar o futuro. O que será da cidade dos grandes gladiadores e do pão e circo…? Um local onde a história vive, perdura mantendo um pouco de si e se repete pra quem a contempla.

O turismo em Roma divide-se em duas vertentes principais: a Roma-Cristã e a Roma histórico-arqueológica (que é a maior parte, e incluo os monumentos nesse cabedal). Roma tem muita coisa pra ver, filtre o que ver pelo tempo que pretende passar lá, todos os dias serão repletos. Segue aqui indicações de alguns dos principais passeios dia 1 e dia 2.

 

Roma histórico-arqueológica

O que ver em Roma – Roteiro dia 01.

A Roma histórica é fascinante. Nos faz querer desvendar um pouco mais da humanidade, o que era, o que será… E aí vai minha primeira dica:

(dica 1) Pesquise um pouco de história! Ao menos dos monumentos e pontos que você tiver interesse de ver em Roma, com certeza você verá a cidade com outros olhos. Caso contrário, uma ruina cheia de história e significados não passará de pedras sem sentido (acredite, o passeio poderá ser chato).

(dica 02) Quem tem boca vai à Roma! Já diz o ditado. Mas… Na dúvida, pegue um mapa da cidade no seu hotel. O mêtro serve bem os pontos turísticos, mas, em boa parte dos locais, você sai da estação e ainda tem de andar um bom pedaço até chegar.

Região do Coliseu, Fórum Romano e Arco do Constantino

E o passeio, por onde começa? COLISEU, claro!

Vou fazer um breve roteiro da região. Você vai avistar o grande colosso em ruinas logo à saída da estação do metrô Colosseo.

Em frente ao Coliseu, fica o Arco de Constantino e o Fórum Romano, cuja entrada é gratuita (parece um sítio arqueológico cercado e pago, mas é só procurar a entrada).

Se pagar a entrada para o ver o Coliseu, o ingresso também vale para o Palatino (localiza-se depois do Arco de Constantino, seguindo em direção ao Circo Massimo).

Se tiverem tempo e vontade de andar um pouco mais, após atravessar o Fórum Romano cairão numa escadaria (se não achar as escadas, ou então siga para Via del Teatro Marcello, vide mapa cidade) e caminhe até a Praça do Capitólio.

Se você volta para o hotel de transporte público, especialmente de metrô, retorne o caminho que você fez, na região o único metrô mais próximo é o Colosseo.

Castelo Santo Ângelo

Embora ele se localize mesmo muito próximo à Basílica de São Pedro, o castelo nada tem a ver com a temática religiosa. Quando construído, servia de mausóleu, depois se tornou fortificação militar. Enfim, mesmo que não entre, vale a pena ir até a região, ver a ponte e bater uma foto em frente ao Castelo.

Se não fizer questão de entrar no Castelo, aproveite um dia depois de uma visita Basílica e faça uma vista à região (é super perto, a partir da Basílica, siga sempre reto a rua Via della Conciliazione. O Castelo está na próximo à rua Piazza Pia -na Lungotevere Castello. Consulte o mapa, mas não tem erro). O local vale no mínimo uma espiada.

Fontana de Trevi

Indo do viés arqueológico e pro histórico, encontramos eis que temos a belíssima Fontana de Trevi , ou, em portugês, a fonte dos trevos. É a maior (cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura) e com certeza uma das mais majestosas construção de fontes do barroco italiano. Visão diurna e noturna do monumento são igualmente belas, o local vale duas visitas.

Em alta temporada, qualquer cantinho para tirar fotografia é disputado, tanto de dia como a noite.

Como chegar: Estação metrô mais próxima é a Barberini, mas tem de andar mais um pouco. (A partir da R. Via delle Murati consulte o mapa como chegar).

(dica 03) Não suporta muito sol, tem uma pele muito branca? Então, se você vai em épocas de primavera e verão, muna-se de protetor solar e de uma sombrinha para se proteger do sol escaldante de Roma (dependendo da época, você pode encarar uma fila enorme para entrar na basílica e o sol é realmente muito forte). Até mesmo para andar na rua às vezes é preciso recorrer à sombrinha. (Vou repetir essa dica depois)

(dica 04) Na Itália, delicie-se com as raspadinhas e os sorvetes artesanais!

Enjoy Roma!

Roma Cristã, O Vaticano

O que ver em Roma – Roteiro dia 02.

Para visitar a Roma Cristã, faça uma “viagem” até o excelentíssimo país do Vaticano parando na estação de metrô Ottaviano de Roma. A partir da saída da estação, siga as sinalizações em direção ao Museu do Vaticano e à Basílica mesmo pela rua Ottaviano.
Este passeio pelo Vaticano demando mesmo no mínimo um dia.Na Basílica de São Pedro se encontra a Pietá, de Michelangelo. Como não conheço obras de arte a fundo (assumo) não vi nada de tão excepcional na Pietá, mas super valeu conhecê-la pessoalmente, é uma bela obra. (abaixo)

Após a visita, subimos até a torre da Basílica (ao lado da Igreja). A vista de Roma e do Vaticano é linda. Pagamos pra ir de elevador até um ponto porque é muita escada -e, mesmo pagando o elevador, ainda tem muita escada pra encarar subir até chegar lá. É muito mesmo! Mas vale a pena passar por todos aqueles caminhos loucos, a vista é linda!

Break pro almoço e seguimos pro Museu do Vaticano, que é mesmo ao lado da Basílica. Estudantes com até 25 anos (com carteirinha internacional) tem um desconto considerável no preço da entrada. O museu fecha 16h, mas quem estiver lá dentro pode ficar até 18h.

Pra quem gosta de ver detalhes, é pra tranqüilamente passar uma tarde toda ou até mesmo um dia inteiro lá. Ou, para dar uma olhada geral, reserve cerca de três horas. Abaixo , é a fotografia de uma das salas do Museu, e tem muitas destas, todas diferentes.


A Capela Sistina (no interior do Museu) é um show a parte. Sem comentários, é pra passar horas ali decifrando que obra é o que, os significados. Pena que as fotografias não são permitidas. É um encanto… Pra quem quer ver ela toda mais tranqüilo, sem o tumulto de tantos grupos de turistas, sugiro que esteja no Museu por volta de 15h, 16h, (perto do horário de fechamento do Museu) é quando os grupos vão indo embora e a capela fica mais vazia.

Ver essa parte religiosa de Roma foi minha parte preferida do passeio em Roma. Adorei! Segue mais algumas dicas (repetindo mas, nunca é demais):

(dica 01) Não suporta muito sol, tem uma pele muito branca? Então, se você vai em épocas de primavera e verão, muna-se de protetor solar e de uma sombrinha para se proteger do sol escaldante de Roma (dependendo da época, você pode encarar uma fila enorme para entrar na basílica e o sol é realmente muito forte). Até mesmo para andar na rua às vezes é preciso recorrer à sombrinha.

(dica 02) NÃO É PERMITIDO entrar nas Igrejas italianas com trajes “inadequados”, que são: roupas muito coladas, ombros de fora – blusas de alcinha, tomara-que-caia (cubra os ombros) e saia acima do joelhos. Para os homens, é proibido regata e shorts curto. Tem muitos seguranças na porta para olhar as vestimentas, e barram mesmo! Leia aqui como eu quase cai nessa furada!